Medidas padrão: PAPÉIS

"Papel tamanho A1, A2, A3 ?! Socorro, Mariana!"


Recebo muitas mensagens de pessoas em dúvidas sobre os tamanhos padrão dos papéis, que em maioria são usados por aqui para impressão dos prints e em muitas das artes originais também.


Para saber a diferença entre Print e Arte original, clique aqui :)


Pra quem já trabalha com impressões, como arquitetos, designers, artistas, entre outros, já entrou no automático. Conhecemos os padrões e falamos sobre eles naturalmente rs! Mas a verdade é que pra quem está de fora, não é assim tão simples num primeiro momento e pra piorar, não é todo mundo que tem trena em casa, certo?


Então se você já ficou perdida na hora de escolher o tamanho ideal para sua arte, não tem trena em casa e precisa de uma ajuda com esses nomes e números estranhos, continua lendo que vai se tornar fácil já já, pois vou ensinar da forma mais prática e objetiva pra você nunca mais ficar na dúvida!


Vamos lá?


Vou começar com o papel tamanho A4, que é aquele tamanho mais comum, usado em contratos, impressões simples do dia a dia, o famoso chamequinho!


A partir desse papel comum, que com certeza você tem em casa, vou te ensinar a visualizar os outros tamanhos:


O tamanho A3,

é 2x o A4:













O tamanho A2,

é 2x o A3, ou seja, 4x o A4:













O tamanho A1,

é 2x o A2, ou seja, 8x o A4:























O tamanho A0,

é 2x o A1, ou seja, 16x o A4:


Para visualizar esses tamanhos em sua casa sem a ajuda de uma trena, basta colar as folhas de papel a4 dessas maneiras demonstradas acima, de acordo com o tamanho que escolher!


Ufa, viu como fica mais fácil assim?


Essa é a junção ilustrada de todas as medidas padrão:



















A título de curiosidade, segue um breve resumo sobre a invenção da padronização dos papéis:


Esses formatos não existem por acaso, muito pelo contrário!


Em 1768, Gerg Christoph Lichtenberg, escritor, filósofo e matemático alemão estava incomodado com as diferentes medidas de papéis e resolveu facilitar a vida de todos, criando um sistema de padronização onde a proporção dos lados do papel seria sempre a mesma, independente do tamanho.


O que ganharíamos com isso?

Dessa forma, as folhas maiores poderiam ser dobradas até chegar ao tamanho A4 sem comprometer o conteúdo da obra.


Em 1922, Walter Porstmann resolveu colocar em prática a ideia do cientista alemão, padronizando todos os tamanhos de papel com norma introduzida pela DIN, organização alemã responsável por padronizar diversas técnicas (como a nossa ABNT).

A nova padronização foi rapidamente aceita por diversos países e hoje é internacional.



Espero que esse post tenha te dado uma luz sobre o assunto,

quando precisar é só vir aqui pra tirar dúvidas e conseguir escolher o tamanho ideal das artes pra sua casa apenas com a ajuda de papéis comuns, mas (claro!) você também sempre pode pedir nossa ajuda pra isso! :)


Beijo grande,

Mariana


Mariana Studio

eumariana.st@gmail.com

Rio de Janeiro, Brasil

CNPJ 31.490.117/0001-24

Envios toda quarta-feira

Receba novidades em primeira mão:

© Todos os direitos reservados / Mariana.Studio. 

  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Facebook Icon